Perdida – Resenha

Perdida
Perdida
Sinopse: Sofia vive em uma metrópole e está acostumada com a modernidade e as facilidades que ela traz. Ela é independente e tem pavor à mera menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são aqueles que os livros proporcionam. Após comprar um celular novo, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século dezenove, sem ter ideia de como voltar para casa – ou se isso sequer é possível. Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de retornar ao tempo presente, ela é acolhida pela família Clarke. Com a ajuda do prestativo – e lindo – Ian Clarke, Sofia embarca numa busca frenética e acaba encontrando pistas que talvez possam ajudá-la a resolver esse mistério e voltar para sua tão amada vida moderna. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos.
All Star Vermelho
All Star Vermelho

A Cereja do bolo

Os coadjuvantes dessa história são a cereja do bolo. Elisa é tão amável e gentil que dá vontade de entrar no livro só para ser amiga dela. Gomes, mesmo não aparecendo muito mostra-se um amigo para todas as horas. Madalena é o mais próximo de mãe que Ian e Elisa tem, e cumpre seu papel com maestria. No começo do livro não gostei muito da Teodora, e achei até que tivesse alguma rivalidade entre ela e a protagonista, mas não. Com o decorrer da história tudo fica mais compreensível. Quanto ao senhor Ian Clarke, mocinho da vez, eu deixo para você descobrir o que acha dele enquanto tenta descobrir se sua metade está no mesmo século que você.

O que a senhorita Ana achou? Sem segredos entre nós (spoilers)

A premissa do livro é incrível e o romance entre eles flui no “tempo” certo, mas não posso deixar de expressar meu descontentamento com a explicação para o fato de Sofia ir para o passado. A “fada madrinha” era a última coisa que eu imaginava, mas não foi uma surpresa muito boa. Eu esperava algo diferente, foi como se o livro mudasse de “vibe” no meio: Sofia tinha uma vida vazia, vivia no piloto automático, mas era independente, forte,e estava sempre no controle de tudo, mas ao se apaixonar por Ian, a história mudou um pouco de rumo, mas não deixou de ser interessante. Como já disse, essa é uma viagem que vale a pena. 
— Você abandonou toda sua vida por mim?
— Não! Eu abandonei todo o resto para ficar com a minha vida!
Ana Luiza Martins Cesario

Comentários