Resenha - O Tesouro de Algarve

O Tesouro de Algarve, uma aventura infantojuvenil

 O  Tesouro de Algarve


LIVRO: O Tesouro de Algarve

AUTOR: Everton Ilkiu

CATEGORIA: Aventura Infantojuvenil

ANO DE PÚBLICAÇÃO: 2020

PÁGINAS: 134


VIVER É UMA AVENTURA

Quem nunca brincou de caça ao tesouro quando criança? No quintal, num terreno baldio, na casa abandonada do final da rua, ou em qualquer outro lugar que nossa imaginação jugasse propícia à aventura.

O Tesouro de Algarve proporciona o cenário perfeito: com ruas e praças antigas, prédios históricos, ruínas intrigantes, praias selvagens e costões rochosos; em uma caça ao tesouro dos tempos modernos. Nesta emocionante história, crianças e adolescentes viajarão por um mundo de descobertas, perigos e conhecimento, ao passo que adultos voltarão aos tempos de criança, quando tudo que importava era viver uma grande aventura ao lado dos amigos.


UM VELHO MAPA

Na manhã do último sábado das chuvosas férias de julho, como é característico no litoral paulista, João Pedro, um garoto inteligente e tranquilo de catorze anos, se diverte com seu jogo eletrônico favorito, ao lado de seus amigos Rafa, Japa e Bola. Quando os garotos resolvem “fuxicar” no velho porão da casa de João, não têm ideia de que aquele momento mudará suas vidas. 

Os garotos então, deparam-se com uma série de itens curiosíssimos e muito antigos, referentes ao período em que a Família Real portuguesa residiu no Brasil. O pai de João, como coordenador do Instituto Histórico e Geográfico de Santos, teve de levar esses artigos da exposição da qual foi curador para sua casa, por uma questão de logística. E com a visita inesperada dos garotos ao porão da casa, as preciosidades históricas ficaram à mercê da curiosidade da turma de João.

Dentre os artigos da exposição haviam armaduras medievais, vestimentas, livros e cartas de navegação antigos, arcas de madeira e vários itens piratas, de grupos que agiam na rota entre Brasil e Portugal no período em questão. Então os meninos encontram um quarto de um antigo mapa que parecia pertencer ao famoso grupo pirata “Saqueadores do Algarve”, e que trazia em seu verso um enigma, sugerindo que o lendário tesouro de Algarve seria real, e se encontrava na cidade de Itanhaém.


UM ANTIGO SEGREDO

Os garotos se lançam então pelas ruas de Itanhaém, a segunda cidade mais antiga do país, acompanhados de suas colegas de escola Vivi, garota por quem João é apaixonado, e sua melhor amiga Mari. Juntos os adolescentes buscam desvendar os enigmas deixados pelos Saqueadores do Algarve, a fim de encontrar as outras partes do mapa, que indicará o paradeiro do lendário tesouro escondido. 

A cidade é, portanto, um dos personagens principais, fazendo boa figura ao lado dos jovens amigos de João Pedro e dos demais personagens. Assim, enquanto assistimos as venturas e desventuras da turma do João, também vamos percorrendo ruas, praças, prédios históricos, ruínas, nacos de Mata Atlântica e, claro, trechos do litoral. E enquanto buscam desvendar os curiosos enigmas, os garotos têm de lidar também com um misterioso homem que os persegue e parece estar disposto a tudo para obter o mapa. 

Os jovens amigos se veem então envolvidos em uma trama repleta de acontecimentos, ao passo que vão descobrindo coisas a respeito de si mesmos, a respeito uns dos outros e a respeito da vida. E ainda precisam usar de toda força que têm para escapar dessa perigosa confusão, a fim de salvar suas vidas e descobrir se as riquezas realmente existem ou não passam de histórias da velha lenda do Tesouro de Algarve. Atenciosamente Protótipo Literário


Comentários